segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Na festa da turma do colégio, todos comeram luana



























Caxias - Ma, 29 de Agosto de 2011



Oi, me chamo andressa e vou contar algo muuuuito louco acontecido aqui em casa algumas semanas atrás! decidi reunir os colegas mais chegados da turma do colégio aqui em casa sexta à noite, já que meus pais estariam fora no findi. naquela noite vieram quatro rapazes e minha amiga de sala de aula, luana. alugamos uns filmes e compramos dois garrafões de vinho pra festa.

luana havia se mudado há poucos meses para a cidade. vinda de uma cidade do interior, que não lembro o nome, veio para a capital seguir os estudos e tentar achar um bom emprego. colega então de sala de aula, rapidamente nos tornamos amigas e passamos a sair juntas. luana era uma garota bonita e devido ao pouco tempo na cidade, fala com um forte sotaque interiorano.

luana é uma garota toda certinha, encabulada, e na escola, sempre ajudamos ela para conseguir um namorado. de vez em quando, ela acaba ficando com um ou outro garoto, mas seu jeito comportado ainda prevalece.

na noite em que nos reunimos em casa, luana estava junto. todos estávamos em casa com o som alto e o copo de vinho passando pelas mãos de cada um. nós bebíamos e dançávamos na sala, eu, luana, jéssica e os quatro rapazes, adriano, marcos, leandro e sérgio.

aos poucos, o álcool foi fazendo efeito e os garotos ficavam mais abusados. adriano já me agarrava e passava a mão em minhas coxas, falando safadezas no meu ouvido. foi aí que me surpreendi com luana que, visivelmente embriagada, beijava leandro, um colega que havia entrado há pouco tempo em nossa turma também. os outros garotos, marcos e sérgio, este último mais retraído, bebiam vinho e alternavam em olhar aquelas cenas provocantes e ler as capinhas dos dvd’s que havíamos locado.

horas depois, sentamos no sofá pra assistir um dos filmes. luana já estava bem embriagada e cada vez mais desinibida. fiquei surpresa ao vê-la no sofá, esfregando a mão no pau de leandro, já mostrando o enorme volume por baixo daquela calça, enquanto ele sugava seus lábios em beijos safados. nossa, que volume tinha leandro!! pensei comigo. fiquei impressionada com o tamanho do membro do garoto. ali mesmo, em volta da gente, os dois começaram a gemer e a se esfregar cada vez mais. foi então que eu sugeri que eles fossem para o meu quarto. luana, já meio tonta, não pensou duas vezes e levantou-se, puxando leandro e conduzindo-o até o meu quarto.

achando graça da situação, voltamos a assistir o filme... por pouco tempo... já que começamos a ouvir os gritos e gemidos de luana vindos do quarto. marcos, que estava do meu lado espantou-se e levantou, indo espiar na porta do quarto. logo voltou com um grande sorriso e visivelmente excitado com o que vira pelo buraco da fechadura. "venham ver, venham ver!!!" dizia marcos agitado. fomos todos até a porta pra espiar, mas dava pra ver muito pouco, mas por outro lado ouvíamos os gritos de luana dando para o cara. marcos então abriu de leve a porta, mas não conseguiu disfarçar o barulho feito pela porta ao abrir. vendo que tinha feito barulho, decidiu entrar no quarto, com toda a cara de pau, deixando a porta encostada, sem fechá-la. do lado de fora, ficamos boquiabertos e, em um breve silêncio, pra ver o que iria acontecer. ouvimos marcos dizer alguma coisa mas não entendemos o que havia dito. tentei me esforçar, curiosa, pra tentar ouvir alguma coisa, mas nada. abri a porta um pouco mais até que pudesse ver com meus colegas um pouco mais o que se passava. fiquei com a boceta toda molhada ao ver marcos com as calças até o joelho e luana de boca no pau dele, enquanto leandro beijava e lambia a bunda dela. leandro a colocava de quatro e enquanto luana continuava a chupar o pau de marcos. com uma cuspida no cu dela, preparava-se pra comer aquele rabo. "a luana vai dar o cú???" eu não acreditava. luana gritou quando leandro tentou dar a primeira estocada. marcos então a pegava pela nuca e metia mais seu pau na boca dela, pra que parasse de gritar. leandro, com uma das mãos na bunda de luana e a outra na ponta de seu pau, procurava meter devagar no cu dela. "cara, que pau enorme tinha leandro!" leandro tinha um pau longo e grosso. foi então que prestei atenção no pau de marcos e vi que ele tinha um pau menor e levemente envergado. fiquei mais excitada do que já estava ao ver aquela cena em minha cama. passei então a mão na minha xota, colocando a mão por dentro da calça. não agüentei e meti dois dedos na minha xota.

aqueles rapazes continuaram ali comendo a puta, que gritava em cima da cama. leandro enrabava luana com selvageria até que gozou dentro daquele cuzinho. marcos ainda estava com o pau dentro da boca dela, que chupava como uma cadela. eu não agüentava ver aquilo e comecei a gemer com os dedos enterrados na minha xota, ao mesmo tempo em que sentia a mão de adriano atrás de mim, alisando minha bundinha. em cima da cama, marcos segurava luana pela cabeça com as duas mãos e estocava seu pau na boquinha dela até que tirou o pau e, numa punheta violenta, gozou na cara dela.

os dois garotos agora sentavam no chão, ao lado da cama pra se recuperar da foda. luana ficou deitada sobre a cama. então que adriano entrou no quarto. não agüentei e entrei também, sentando ao lado dos garotos que descansavam. adriano subiu na cama de quatro e encarou luana por cima, que ainda limpava a porra da cara com um dos meus travesseiros. sem hesitar, adriano começou a mamar nos peitinhos de luana que já tirava o pau pra fora da calça dele. ele se ajoelhou na cama e luana chupou aquele pau. que puta!!! ela tava dando pro terceiro cara esta noite. enquanto que os meninos, atirados no chão tentavam se recuperar da foda. fiquei olhando, e bebendo o copo de vinho que tinha na mão.
leandro ao meu lado assistia também mexendo no pau, ainda meio mole, batendo uma punheta de leve. mesmo molinho, era grande. fiquei olhando ele bater aquela punhetinha gostosa e sem dizer nada peguei no seu pau, continuando pra ele aquele movimento delicado. com minha mão, leandro rapidamente endureceu seu pau.

em cima da cama, adriano montava em cima de luana que estava com as pernas abertas. com a mão luana, guiou o pau de adriano até a entrada da sua xota e deixou adriano estocar, metendo de uma vez só. que gostoso ver ele comendo minha amiga. luana gritava novamente e logo, adriano gozou em cima de sua barriguinha.
eu tava morrendo de tesão e ainda com a mão no pau enorme de leandro, levei minha boca até ele. chupei gostoso o pau de leandro, que permanecia sentado no chão. que pau enorme!! eu abocanhava aquela vara que mal cabia em minha boca. leandro gemia e empurrava minha cara no pau dele. chupei até fazer leandro gozar na minha cara, que ficou toda lambuzada.

enquanto deixava leandro ali, se recuperando da segunda gozada, subi em cima da cama, pois queria também curtir aquela garota gostosa. chupei seus peitinhos e fui baixando vagarosamente até sua barriguinha lambuzada com a porra de adriano. lambi toda aquela porra. sérgio estava de pau duro também sentado no chão. convidei-o para tirar as calças e vir comer aquela garota também. sérgio tirou as calças e ofereceu seu pau para a luana chupar, que meteu na boca rapidamente. enquanto chupava o pau dele, eu aproveitava pra meter meus dedos na xotinha dela. agora luana estava dando para o quarto e último cara da festa, e dava pra mim também.

eu estava com as calças baixadas até a metade de minhas coxas, com a xota apontada para marcos que já estava recuperando-se do boquete feito por luana e pronto pra foder de novo. "vem cá!!!", eu disse. marcos veio até mim e começou a chupar minha boceta, enquanto que eu permanecia chupando as tetas de luana e enterrando meus dedos na boceta dela.

deitei-me em cima de luana, que ainda estava chupando sérgio e passei a chupá-lo também. mamei gostoso aquele pau, dividindo com luana. marcos subiu por cima de nós duas e preparou-se pra comer minha xota. no chão, leandro batia uma punheta, assistindo tudo aquilo.

adriano voltou para a cama e agarrou luana, novamente começou a comê-la. agora, luana dava para para um de chupava o outro. do lado dela, eu era fodida por marcos.

deitamos as duas lado a lado e nos beijamos, enquanto os garotos iam ficando de joelhos em volta dos nossos rostos, batendo punheta até que pudessem gozar na gente. leandro que estava no chão também se juntou aos garotos. agora estavam os quatro com os paus apontados para nossos rostos. luana e eu enquanto isso trocávamos um delicioso beijo, enquanto batíamos uma siririca uma na outra. gozei naqueles dedos.

assim, um garoto de cada vez gozou em cima da gente. a começar por sérgio, que espirrou sua porra na cara de luana, respingando em mim. marcos gozou depois segurando meu queixo e fazendo jorrar aquela porra quente dentro de minha boca. enquanto isso, adriano gozava na cara de luana, que já mamava no seu pau. por fim, leandro aproximou-se mais e pediu que eu beijasse luana novamente. lambíamos a porra uma da outra quando leandro aproximou aquele pau de nossas bocas. gozou de novo, jorrando pouca porra de seu pau. chupei-o deixando sua porra sobre minha língua. assim, beijei luana novamente, dividindo com ela aquele líquido quente.

ficamos deitados os seis ali, apertados em cima da cama até a nos recuperarmos da sacanagem.

cara, que grande loucura!!! naquela noite estávamos alterados pelo vinho. adorei tudo aquilo mas acho que não faria novamente, pois foi muita perversão. quatro caras em uma noite só, isto é uma coisa que eu jamais teria imaginado fazer, mas fiz aquela noite. luana, que deu para os quatro, sente vergonha do que fez e mal pode olhar para os garotos na aula. quanto a eles, até nos reunimos outras vezes, mas não na minha casa, nem na casa de ninguém. a única coisa que não me sai da cabeça e que ainda me deixa com muito tesão é lembrar do pau enorme do leandro. isso é uma coisa que ainda quero ter de novo, numa próxima vez.



Fonte:http://colegiaissafadas.blogspot.com







Nenhum comentário:

Postar um comentário